Você Sabia?  

Diagnóstico Precose da Esquizofrenia
Publicado em: 23/06/2014

 INCLUSÃO: ESQUIZOFRENIA
Posted on June 23, 2014 by ativi614

 

ESQUIZOFRENIA

A esquizofrenia é uma doença psiquiátrica que faz com que a pessoa tenha sentimentos, pensamentos e comportamento incomuns e estranhos à qual é muito difícil de diagnosticar em etapas iniciais do desenvolvimento.

O comportamento das crianças e adolescentes, que apresentam esquizofrenia, pode ser diferente dos adultos, pois esta desordem se caracteriza como um distúrbio que prejudica a capacidade das pessoas de pensar adequadamente, de dominar suas emoções , de ter empatia, de tomar decisões e de estabelecer relações adequadas com os outros .

Algumas características podem ser observadas em quem esta doença psiquiátrica como:
· dificuldade em distinguir entre o sonho e a realidade;
· veem coisas e ouvem vozes que não são reais sendo que, em alguns casos, podem ter alucinações;
· demonstram uma confusão de pensamento;
· demonstra ideias e pensamentos estranhos;
· é muito temperamental;,
· tem um comportamento estranho, mania de perseguição, ansiedade severa ou medo e confundem a realidade com a ficção;
· devido aos problemas comportamentais, e a falta de empatia, demostram dificuldades em fazer e manter amizades.

Geralmente, os primeiros sinais de esquizofrenia, podem ser observados antes dos cinco anos. Os sintomas podem ser mais observáveis, inicialmente, em portadores do espectro autista mas este diagnóstico é muito difícil pois, apenas após os cinco anos é possível um diagnóstico diferencial.

Isto não quer dizer que a esquizofrenia seja um traço diagnóstico de portadores do espectro autista ou que esteja associada a este transtorno.

Os sinais mais comuns são:

-as crianças podem diminuir os relacionamentos, com as outras pessoas, tornando-se de uma hora para outra tímidos e retraídos;

- de uma hora para outra eles começam a falar de coisas estranhas, medos sem razão aparente e tem ideias inadequadas para o contexto;

- começam a mostrar um apego excessivo aos pais e cuidadores dizendo coisas descontextualizada.

O diagnóstico acaba por indicar três aspectos distintos:

- paranoide: é a classificação mais comum onde os delírios sobreponham os outros sintomas. Começam a ter mania de perseguição e podem até prejudicar outras pessoas devido as suas ansiedades. Suspeita de todos, é irritado e manifesta sintomas físicos como apertar, com frequência, os olhos quando está comendo ou fazendo alguma atividade. Quando perguntamos algo a ele, acaba respondendo com respostas evasivas. Quando as alucinações e delírios se instalam estes causam sofrimento e medo ao indivíduo;

- Catatônico: É muito mais raro que o paranoide e o indivíduo manifesta distúrbios motores, imobilidade persistente ou agitação excessiva sem motivo aparente. Costumam obedecer cegamente todas as ordens simples que recebem;

- Hebefrênica: É menos comum e são acompanhadas de falsos delírios e transtornos do humor. Esta forma de esquizofrenia geralmente aparece antes do paranoico e é muito mais grave, com pior resposta à medicação.

A esquizofrenia não tem cura, embora alguns sintomas podem ser controlados com medicação e psicoterapia. Os medicamentos antipsicóticos podem facilitar a correção de algumas anomalias químicas no cérebro.

 


Contato
sheilapsicopedagoga@hotmail.com
Copyright © - 2011 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Daniela Barbosa
Facebook Twitter